Técnica Vocal
Tecnica Vocal II click aqui

BOM PARA A VOZ

Bom sono e repouso Alimentação leve e variada
Bom funcionamento digestivo
Boa higiene bucal e visitas regulares ao dentista
Exercícios leves (caminhadas, natação, Tai-Chi-Chúan etc.) Exercícios de aquecimento vocal antes de cantar Exercícios de relaxamento vocal após o canto
Técnicas de conscientização corporal (antiginástica, ioga, técnica Alexander etc.)
Desenvolver a musicalidade e a cultura musical
Ingerir muita água a temperatura ambiente Falar articuladamente, com conforto
Usar roupas confortáveis e adequadas ao clima
Fazer exercícios vocais regularmente
Tratar as alergias respiratórias
Em caso de obstrução nasal, fazer inalação com vapor d'água, seguindo as instruções médicas Cantar em boas condições acústicas

RUIM PARA A VOZ

Vida sedentária
Auto-medicação
Drogas e substâncias tóxicas, em especial antes e durante o ato de cantar
Exercícios pesados (boxe, musculação, karatê etc.) Ambientes poluídos, enfumaçados ou com mofo
Competição sonora (falar alto em boates, bares, festas, trânsito etc.)
Choques térmicos: ingestão de líquidos ou alimentos muito quentes ou muito frios, especialmente antes, durante e depois de cantar; exposição excessiva ao ar condicionado, chuva, vento e sol
Uso excessivo de sal (em alimentos, cristais salgados de gengibre etc. )
Gritar ou cochichar
Pigarrear ou tossir constantemente
Cantar doente
Falar em excesso ou muito alto
Utilizar sem prescrição médica: pastilhas com anestésico, bombinhas e /ou descongestionantes nasais com substância vasoconstritora ou vasodilatadora, remédios para emagrecer com anfetaminas, hormônios

VOCÊ SABE O QUE É VOZ?

A voz é o som produzido pelo homem que o identifica quanto a sua idade, sexo, tipo físico, raça, procedência, nível sócio-cultural, características de personalidade e estado emocional. Até mesmo falando ao telefone conseguimos identificar alguns destes parâmetros.

COMO É PRODUZIDA A VOZ?

A voz é produzida na laringe através da vibração das pregas vocais (também popularmente conhecidas como cordas vocais), que realizam seu movimento graças ao fluxo de ar que vem dos pulmões (expiração) e à ação dos músculos da laringe. Este som vai se modificando nas cavidades que funcionam como "alto-falantes": faringe, cavidade bucal e nasal e seios da face. A estas modificações dá-se o nome de ressonância.

CUIDADOS COM A VOZ

Evitar gritar ou falar durante muito tempo:
Procurar não se expor a mudanças de temperatura ambiental, tomando cuidado inclusive com bebidas geladas.
Não pigarrear ou tossir, pois este hábito promove atrito entre as pregas vocais. Engolir saliva ou tomar água.
Evitar bebidas alcoólicas, pois estas atuam como anestésicos, melhorando a voz aparentemente e mascarando seu abuso. O mesmo acontece com os sprays, pastilhas e drops. Beber sempre bastante água, principalmente em ambiente com ar condicionado.
Fazer gargarejos suaves com água morna e pouco sal antes de deitar.
Não falar em ambientes muito ruidosos, evitando “competir” com o barulho.
No caso de ser alérgico, evitar exposição a poeira, gás e cheiros muito fortes.
Evitar o fumo, pois o mesmo irrita a mucosa de todo o aparelho fonador, especialmente as pregas vocais.
Mastigar bem os alimentos, dar preferência aos leves e evitar os muito temperados.
Evitar alimentos achocolatados e derivados de leite, principalmente antes do uso profissional da voz, pois estes aumentam a secreção no trato vocal.
Enquanto estiver falando, manter a postura do corpo ereta, no eixo, porém relaxada, principalmente a cabeça.
Não usar as roupas apertadas, principalmente na região do pescoço e da cintura; dar preferência a tecidos mais leves e não sintéticas que possibilitam maior ventilação.
Cuidar da sua saúde como um todo, pois qualquer problema no seu corpo pode influenciar na produção da sua voz.
Realizar exercícios de aquecimento e desaquecimento vocal orientados pelo fonoaudiólogo, principalmente no momento que antecede o uso profissional da voz.

COMO PERCEBER O PROBLEMA DA VOZ?

Ardência, dor na garganta, perda de voz ou rouquidão podem ser sinais de problema vocal. A consulta com um médico otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo é necessária caso os sintomas persistam.


Pagina Inicial